quarta-feira, 26 de maio de 2010

1ª manga - Não válida



Hoje finalmente descolámos para a 1ª manga! Chegámos à descolagem com as nuvens bem baixinhas, alguma chuva e muitas dúvidas se haveria condições para lançar uma manga. Houve que esperar para que as condições melhorassem. Pelas 15:00 marcou-se a rota da manga - um percurso de 45km, directo da descolagem ao golo, em tempos individuais (elapsed time).
Como a descolagem é pequena, foi preciso esperar a vez de descolagem (feita pela ordem do ranking mundial uma vez que se tratou da primeira manga). O Nuno G., Paulo Nunes e o Cristiano foram os que acabaram por "sofrer" mais com esta ordem de descolagem pois faltavam apenas 10 minutos para o início da prova quando sairam.
Entretanto o Cláudio e o Nuno V. esperavam a 2km da linha de start juntamente com um grupo enorme a rapar as barbas da nuvem, quase uma dança que se faz o mais pertinho possível da base da nuvem para garantir a maior altitude possível antes de iniciar a prova. Finalmente chegam as 15:35, hora de partida.
O Nuno V. ataca uma crista junto ao vale principal juntamente com o piloto francês Luc Armant, o Cláudio segue com o grupo maior directamente para o Dachstein - a montanha grande! O Paulo Nunes seguiu a mesma rota que o Nuno V. e foi já bem baixo que conseguiu ganhar a tal crista. O Cristiano e o Nuno G. não conseguiram safar e acabaram por aterrar aí.
Na frente a corrida continuava interessante, o Cláudio estava com um grupo de cerca de 15 pilotos, seguido bem de perto por um outro grupo enorme. A opção do Nuno V. estava a dar bom resultado e seguia na frente da corrida embora um pouco mais à direita da rota mais curta. Acabou por perder algum tempo na transição para a montanha grande.
O Cláudio adiantou-se um pouco na corrida aqui, e uma vez nas paredes de rocha desta imponente montanha, foi de acelerador nos pés que se manteve junto com o grupo na frente. Neste grupo estavam um dos irmãos Valic, Jean Marc Caron e Cláudio de Icepeak 4NS, 3 ou 4 Mantra 10.2 e uma Boomerang 7 do francês Jean Baptiste Berlioux. Junto à crista, em cima, andava-se bastante melhor que nas camadas mais baixas, onde o vento de frente se fazia sentir com maior intensidade e era preciso segurar o tchan para avançar em segurança. Mais para o final este vento era demasiado forte e pôs muitos pilotos no chão incluindo o Nuno V. e o Paulo Nunes.

O Cláudio conseguiu chegar ao golo sem sofrer estas condições pois voava mais alto junto à crista. O final foi alucinante, os pilotos que seguiam na dianteira do grupo ficaram baixos, e a precisar de parar para subir de modo a garantirem o golo, o Cláudio levou uma linha melhor e encontrava-se em boa posição para atacar a meta. Alguns pilotos do grupo mais atrás vinham ainda mais altos por cima das cristas a ganhar terreno a olhos vistos e era necessário ser rápido para garantir uma posição no top 10. No entanto o vento já forte de frente não permitia arriscar demasiado. Acabou por entrar no golo nos 10 primeiros. Cerca das 17:10 a manga foi parada por razões de segurança. Como era elapsed time, as regras ditam que a manga não é válida uma vez parada.
Ficou o bom treino, e a vontade de voar a próxima manga!



















(foto de Xevi Bonet)

Mais fotos do dia de hoje já online.
vejam também as fotos do team leader suíço

Stay tuna ;)

Sem comentários:

Publicar um comentário